Quando a crise faz o empreendedor

O senso comum nos faz crer que na crise precisamos ter cautela em relação aos nossos investimentos e nem pensar em empreender.

Porém é neste momento que podem surgir as melhores oportunidades neste sentido. Como aconteceu com a carioca Marcela, que trocou a função de gerente pela de empreendedora graças a estes “maus tempos”.

Marcela Leida Ladijanski era gerente de projetos há 8 anos em uma empresa terceirizada da Petrobras no Rio de Janeiro. Formada em Arquitetura e Urbanismo, ela tinha muita experiência na função, que demandava projetos complexos de análise e viabilidade econômica e técnica na implantação de plataformas de petróleo no pré sal.

Em 2017, com a crise e todas as questões políticas que envolveram a Petrobras, todos os colaboradores terceirizados começaram a ser demitidos. Marcela estava entre os que se foram na última leva e o que pra muitos poderia ser um grande problema, ela enxergou como oportunidade: havia chego seu momento.
“Eu até poderia ter voltado para a Petrobras, porque depois de algum tempo, eles começaram a chamar as pessoas novamente, mas eu já tinha vontade [de empreender] há um tempo e queria aproveitar para mudar minha vida e começar um negócio”, declara a empreendedora, confiante.
Marcela prossegue dizendo que a partir de então começou a buscar por algo que “realmente a tocasse”, quando encontrou o Método SUPERA em uma busca no Facebook.

Neste dia, ela colocou em prática uma das habilidades que exercitou muito enquanto gerente de projetos: fazer análises. Marcela conta que passou a noite toda procurando a respeito e se encantou com a metodologia criada pelo brasileiro Antônio Carlos Perpétuo.

“Eu não sabia que isso existia... um curso tão abrangente para cuidar do que temos de mais importante que é o nosso cérebro! Concluí minha análise e decidi que o SUPERA faria parte da minha vida”, diz.

A empreendedora então partiu para São José dos Campos, cidade sede franqueadora, onde fechou negócio e mudou de vida para sempre, abrindo uma franquia SUPERA na Barra, no Rio de Janeiro.

“Empreender é muito bom. Hoje tenho a sensação gratificante de que todos os meus resultados advêm dos meus esforços, meus horários são flexíveis e meu trabalho tem uma missão muito nobre: transformar vidas”, conta Marcela.

Franquias representam investimento seguro

Assim como a história de Marcela, existem milhares de outras pelo Brasil. Segundo o Sebrae, 11,1 milhões de empresas foram criadas por necessidade nos últimos 3,5 anos.

Neste cenário, as franquias representam uma excelente opção de negócio por oferecer know how e suporte que podem levar ao sucesso mesmo quem sempre trabalhou para outra empresa.

“Na Franquia SUPERA, por exemplo, o franqueado recebe orientação desde o momento em que entra para a rede. Ele recebe atendimento sobre como escolher o ponto comercial, qual seria a melhor região da cidade para implantar a franquia... E na operação, este suporte continua em todas as áreas: comunicação, marketing, comercial, pedagógico, financeiro e operacional”, explica Victor Rocha, Diretor de Expansão da Franquia SUPERA.
Além disso, outra grande vantagem é poder contar com uma rede de outros empreendedores que muitas vezes passam pelos mesmos desafios e podem compartilhar experiências a fim de alcançar objetivos.

Raio-X da franquia

Unidades próprias: 1
Unidades franqueadas: 400
Modelos de negócio: Franquia padrão e microfranquia
Investimento total: R$ 119 mil a R$ 149 mil (microfranquia) / R$ 179 mil a R$ 229 mil (franquia padrão)
Retorno do investimento: 18 a 24 meses
Suporte: Treinamento inicial presencial de duas semanas + suporte contínuo para todos os setores + aprimoramentos presenciais e online

Sobre a franquia Supera

A rede conta com 400 franquias com perspectiva de crescimento. Desde o início do ano, foram inauguradas 59 franquias de norte a sul do Brasil e para outubro, está prevista a inauguração de ao menos 7 novas unidades.

“O curso de ginástica para o cérebro é um produto que está em alta e representa uma grande tendência, uma vez que a maior parte dos alunos são idosos e este público tende a crescer cada vez mais. Recebemos muitos contatos de pessoas com essa perspectiva”, comenta Ana Paula Lino, Gerente de Expansão do Método SUPERA.

Com 13 anos de existência, o SUPERA foi fundado por Antônio Carlos Perpétuo, um brasileiro. Ele teve o primeiro contato com o ábaco – uma das ferramentas do curso – quando ajudava seu filho a melhorar a concentração. “Se foi efetivo com ele, por que não seria com outras crianças pelo Brasil?”, pensou Antônio Carlos, à época. Hoje, o SUPERA já transformou mais de 130 mil vidas, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos.

 

Saiba mais sobre: Franquia Supera
Confira mais opções de franquias em: Franquias de Educação e Treinamento

Fonte: Assessoria - www.suafranquia.com

Encontre a melhor franquia para você